sábado, 29 de setembro de 2012

Fiz sexo com uma Nerd - Parte 4


Resolvi postar mais uma parte da mini-fic, porque amanhã eu não vou ter tempo de entrar, por isso to postando hoje pra compensar o dia de amanhã, espero que gostem. xx

~

Ainda me lembro de quando cheguei à casa da Lovato no primeiro dia de explicação. Quando cheguei lá dei de cara com um enorme portão e em volta, um enorme muro. Toquei no interfone e enquanto esperava, fiquei me perguntando se ela vivia em algum género de casa assombrada. Não, eu não conseguia ver nada através do portão. Demetria gostava de privacidade. Foi um homem chamado Pierre que me abriu o portão. Assim que entrei pude deparar-me com o longo caminho de pedras e de cada um dos lados, o que eu chamo de um enorme jardim.



Quando cheguei ao final do caminho é que me dei conta de que tinha parado o carro em frente ao maior casarão que eu vi em toda a minha vida. E não, não era uma casa assombrada. Parecia um palácio! Era rico, elegante, sofisticado, e todas essas palavras que vocês conhecem. A minha casa era grande, mas aquela fazia umas duas ou três da minha. Ok, Demetria era rica. Comprovado. Sai do carro e subi a pequena escadaria que dava até à porta principal da casa. Um homem, que eu acredito ser o tal Pierre, aproximou-se de mim me cumprimentando.

__Boa tarde Sr. Jonas. Sou Pierre e estava esperando por si. A senhorita Demetria avisou que viria.__disse enquanto esticava a mão para me cumprimentar. Cumprimentei-o de volta.

__O Sr. é o pai de Demetria?__perguntei curioso e vi-o sorrir amigavelmente enquanto entravamos na enorme mansão.

__Não Sr. Jonas. Sou apenas um dos empregados. Se bem que vi Demetria nascer. Acho que isso faz de mim um tio.__disse rindo__Os pais de Demetria morreram quando ela era ainda um bebé.

Sim, isso me apanhou totalmente de surpresa. Nunca na vida eu iria imaginar que Demi era orfã. Só de pensar que todas as pessoas que lhe acusaram de ‘falta de educação’ por parte dos pais, já me revira o estômago. Eu sei o que é viver sem pai. E não gosto de ouvir falar disso. Como é que ela consegue?

__Verdade Pierre, mas Joseph não precisa saber disso. Ele está aqui para as explicações e apenas isso.__disse Demi aparecendo por uma das portas.

__Me desculpe senhorita Demetria. Não volta a acontecer. Me desculpe.__disse apressado.

__Nao se preocupe Pierre. Nem precisa pedir desculpas. E não volto a repetir, quero que me chame apenas de Demi, ta bom?__perguntou para ele sorrindo fraquinho.

__Sim Demi.__assentiu.

__Ah e você tem razão. Você é como um tio para mim. Está livre o resto do dia. Eu vou ficar na biblioteca estudando com o Joseph e depois deverei ficar no meu quarto.

__Tem certeza?__perguntou indeciso.

__Tenho sim. Pode ir. Vem Joseph.__disse para que eu a seguisse.

Bem. Demetria é rica e orfã. Eu nunca na vida iria imaginar tudo isso. Se todas as meninas soubessem da casa que ela tem, elas serião as suas melhores amigas. A explicação estava fácil demais. Tem duas opções: ou a matéria era muito fácil, ou era dificil e a Lovato fazia parecer fácil. Era química. Não deveria ser tão fácil assim. Nós já estavamos estudando há umas duas horas, e de vez em quando me via olhando para Demi enquanto ela me explicava o exercício. Ela olhava pra mim e ficava envergonhada. Sim, ela ainda era aquela nerd.

O que ela era fora daquela casa, também era dentro dela. As suas roupas eram do mesmo género. Estranhas. Eu desisti de tentar seduzi-la depois de descobrir que ela era orfã. Se eu deixei de importuná-la, não faz sentido ‘seduzi-la’ não é? Até porque é a Demi. Eu não ganharia nada com isso. Não me atrevi a perguntar-lhe nada sobre a casa, os empregados ou os pais que ela tinha perdido. Isso não me devia interessar, e ela não me devia explicações nenhumas.

__Demi?__perguntou uma voz femenina.

__Sim Carmen.__disse se virando para olhar a mulher agora parada na porta.

__Vim propor um lanche.__sorriu__Vocês estão aí faz umas duas horas, devem estar com fome.

__Você quer Joseph?__perguntou timidamente.

__Tudo bem. Obrigado.__aceitei.

Deixamos os livros por um pouco e descemos até à cozinha. Ao chegar lá encontrei um banquete.

__Quem vai comer isso tudo Carmen??__perguntou a Lovato surpresa.

__Você e seu amigo, oras. Ele me deu uma boa razão para usar a cozinha e fazer um bom lanche. Você nunca touxe amigos aqui Demi. Achei que seria bom.__justificou__Agora vou tratar das minhas flores. Bom proveito.__saiu me deixando sozinho com ela.

Nós sentamos e começámos a comer. Eu não conseguia não olhar pra Demi. Estava curioso demais. Eu não me deveria importar. Ela é só uma nerd e nada mais. Mas eu queria saber. Demi olhou pra mim e nossos olhares se encontraram. Ela tinha olhos negros. Nada de outro mundo. Continuava horrivel. Ela suspirou e eu percebi que ela ia falar algo.

__O que voce quer saber?__sim. Essa me apanhou desprevenido.

__Você é rica?

__Acho que dá pra ver isso.__disse apontando à volta sem muito ânimo.

__O que aonteceu com seus pais?__perguntei cauteloso.

__Eu não sei muita coisa.__disse. Ela não parecia muito à vontade para falar sobre o assunto.__Eles morreram quando eu era apenas um bebé e eu não me lembro deles como é óbvio. Tudo o que tenho, são fotografias ou pequenos videos caseiros. Pelo que Pierre, Carmen e o advogado da família me disseram, meus pais morreram num acidente de carro e sofreram morte imediata. Junto com meus pais, iam meus avós que morreram também. De familía só tenho meu tio. E não é Pierre. Pelo advogado e os testamentos dos meus pais e dos meus avós, eu fiquei com tudo o que era deles, incluindo essa casa. Eles não queriam me deixar na mão. Desde que me lembro, Pierre e Carmen são meus ‘pais adotivos’.__explicou com uma expressão triste.

__Se te faz sentir melhor, também não tenho pai e minha mãe é o que você viu.__disse pondo um fim áquela conversa. Não me interessava saber mais dela.

__Porque você se importou?__perguntou. Eu não podia deixa aquilo ir longe demais.

__Eu não me importei. Foi simplesmente curiosidade.__disse.

__Ótimo. Vamos terminar a explicação. Você tem que ir embora.__disse se levantando e se dirigindo à biblioteca.

Esse foi o pouquinho que eu consegui descobrir sobre Demetria. Ela agora já não me parecia tão estranha assim. Coisa que é grave! Isso só significa que eu estou ficando normal com a convivência que estou tendo com ela. Isso não deveria ser assim! Na primeira semana, depois da primeira explicação, foi normal. Foi apenas chegar, ter a explicação e sair de volta pra minha casa. Pierre e Carmen eram bastante simpáticos e pareciam se preocupar muito com a Lovato.
A segunga semana já foi pior.

Comecei a ficar com uma menina do colégio que eu ando à quase um mês tentando pegar. É… eu peguei a Ashley e logo no primeiro dia eu estreei a cama dela. Para que fique esclarecido, eu não gosto de perder tempo. Ou faz, ou não faz. Se fizer, bom pra mim. Se não fizer, vou procurar a quem faça. Pode parecer cafageste, mas não é. É como um jogo. A decisão de jogar ou não, é inteiramente ‘delas’! Durante as aulas tem sido normal. A Lovato é zoada todos os dias pelo Sterling e eu fico com o Nick rindo. É engraçado ver ela cheia de medo dele. Notei que ela fica nevosa cada vez que estava na minha presença, que corava sempre que eu a olhava e que ficava sempre me olhando nas aulas que tinhamos juntos. Isso é muito mau! Eu não preciso de uma Lovato apaixonada por mim. Não to com vontade de dar um fora em ninguém. Mas se a Lovato cotinuar assim, é isso que vai acontecer.

Eu tinha combinado sair com a Ashley na sexta-feira à tarde e por isso, não poderia ir à casa da Lovato. Eu liguei avisando, mas como era o último dia de explicações, eu não podia faltar. Ficou então combinado que ela iria para minha casa nessa sexta à noite. Minha mãe tinha viajado, e todos os meus amigos iam sair. Não haveria perigo de ela ir lá a casa. Até hoje, ninguém nunca desconfiou que eu e ela andássemos convivendo e isso é ótimo. Está tudo sendo bom demais. A sexta chegou e eu saí com a Ashley. Ok, eu não saí pra lado nenhum a não ser para ir para casa dela. Que culpa eu tenho se quando eu chego lá pra pegar ela e ela abre a porta de casa com um roupão tranparente sem nada por baixo? Sim, eu passei a tarde toda fazendo SEXO!! Foi muito bom na verdade. Mas eu já estou cansando. Ela é muito chata e grudenta. Menina assim e eu canso rápido. Ela até que nem é nada demais. Era só diversão mesmo. E posso dizer que ela me divertiu muito. Mas o seu corpo não é o mais bonito que eu já vi. Mesmo assim, ela continua sendo gostosa, então eu pego! Sexta à noite chegou e eu estava em casa vendo tv enquanto esperava pela Lovato. Mal via a hora de me despachar dela.

__Acabámos.__Demi disse baixinho__Você está pronto para recuperar o que precisar.

__Obrigado.__disse sincero__Apesar de não ser burro, eu não iria conseguir recuperar nas provas sem saber toda essa matéria.__disse olhando pra ela.

Ela estava diferente hoje. Não muito na verdade, mas mesmo assim, diferente. Acho que eram seus cabelos. Eles estavam meio soltos hoje. Ainda apanhados, mas não tanto assim.

__Bom, eu vou andando. Já está tarde.__disse ela já arrumando suas coisas__Espero que você vá bem nas provas.__ela já se encaminhava para a saída do meu quarto quando eu segurei seu braço, impedindo-a de sair. Ela se virou e me olhou assustada.

__Falta uma coisa.__eu disse. Sim, ela tinha esquecido o acordo.

__O quê?

__Lembra do acordo? Eu fiquei de te dar algo que você pedisse se tudo isso ficasse entre nós. Bem, foi o que aconteceu. Você disse que me diria o que quer no último dia de explicação. Me diga o que quer, te darei qualquer coisa como combinado.__disse relembrando-a.

Puder ver ela corar bruscamente. Eu não sei o que se passou pela cabeça dela. Mas ela é só uma nerd. Não deverá pedir nada demais.

__Eu… er…__percebi que ela estava com vergonha em falar.

__Basta dizer Lovato.__encorajei.

__Eu… quero…__pude perceber que ela olhava para a zona do meu peitoral. Eu estava com uma t-shirt bem justa, o que realçava meus músculos.__Eu quero que você… faça...

__Você quer que eu faça o quê?__disse me aproximando mais dela. Nossos corpos não estavam colados, mas eu já podia sentir o calor do seu corpo. Ela estava bem nervosa. Vi ela baixar o rosto e olhar o chão.

__Eu quero que você… faça amor comigo.__murmurou.

Eu não acredito que ela estava me pedindo aquilo. Ela é louca? Ela só pode estar louca! Nunca na vida eu iria fazer isso. Como eu disse antes, Demi e Sexo na mesma frase, não combinam na minha cabeça. Está fora de questão!! Ela com certeza é muito estranha. Porque ela foi pedir isso logo pra mim? Ela espera que eu a ame depois disso?? É impensável!! Eu não me apaixono. Eu só pego. Ela sabe disso. Ela vê isso no colégio todos os dias!

__Você só pode estar louca! Você nem beijar sabe!!!__deixei escapar. Percebi que ela tentava se largar de mim. Eu ainda segurava seu braço.

__Não precisa fazer isso. Eu sei como iria ser pra você.__ela disse num sussurro. E mais uma vez, ela tentou ir embora. Eu não sei o que eu estava fazendo, mas eu queria saber o porquê de ela me pedir algo assim.

__Me responda! Porque me pediu algo assim?__perguntei me aproximando ainda mais. Eu olhava pra ela, minha respiração batia em sua face. Ela ainda olhava o chão.

__Você não quer saber. Nunca quis.__ela disse finalmente olhando em meus olhos. Mais uma vez eu vi toda a dor em seus olhos. E eu soube que de alguma maneira era importante que isso acontecesse. Importante pra ela.

__Dessa vez eu quero. Só dessa vez.__disse sincero. Ela continuou me olhando e respirou fundo.~

__Eu sempre gostei de você. Sempre quis e sempre sonhei com algo que eu sei que é impossível ter. E quando você disse que eu podia pedir qualquer coisa que eu quisesse, eu pensei em uma noite com você. Foi a maior besteira que eu podia ter pensado. Eu…__ela se autointerrompeu. Ela não sabia mais o que dizer.__Eu tenho que ir.

Ela se soltou de mim e ia saindo porta fora. Eu devia estar louco em decidir ir pra cama com a Lovato. Ela é uma nerd, e de atraente não tem nada. Ela gosta de mim, não é correto. Pára tudo!! Desde quando eu me importo com isso? Eu sempre fiquei com as garotas sem me preocupar com o que elas sentem. Eu nunca ficava na cama junto com elas depois do sexo. Se fosse na cama delas, eu saia, se fosse na minha, eu as expulsava. Era só sexo. Elas sabiam bem. Será que eu posso fazer o mesmo com a Demi? Eu não devia sequer pensar nessa possibilidade. Me peguei pensando no outro dia, no armário do zelador. Ela nunca esqueceu o que eu fiz. O que eu a fiz sentir. Eu sei que não.

__Espera!__ouvi me dizer. Ela parou em frente à porta, pronta para a abrir. Estava de costas pra mim.

Me aproximei dela devagar e bem suavemente encostei todo o meu corpo ao dela. Minhas mãos agarraram sua cintura e vi seu corpo arrepiar ao sentir a minha respiração em seu pescoço. Fiz a mala que estava em seu ombro, cair até ao chão. Ouvi ela suspirar. Então falei sedutoramente em seu ouvido.

__Desejo concedido. Você me tem por esta noite Lovato. Mas espero que saiba que é apenas esta noite. Tudo irá continuar como antes. Você a nerd zoada e eu o popular.__esclareci. Fiquei esperando uma reação dela e apenas ouvi.

__Porque está fazendo isso?__virou para me olhar__Você mesmo disse que eu não sabia nem beijar.__disse timidamente.

__Porquê? Muito bem. Primeiro, porque eu não tenho nada a perder. Segundo, nós homens também precisamos de meninas calmas e não atiradas a toda à hora, como as que eu pego. Terceiro, porque eu sei que você não esqueceu aquele dia no armário do zelador. Quarto, porque é regra do acordo e eu tenho que cumprir. Quinto, porque eu sei que é importante pra você. Sexto e último, não saber beijar não é um problema. Eu te ensino.__disse tudo olhando nos olhos dela. Ela pareceu assustada com o que eu disse e corou bruscamente.__Você quer mesmo isso?__disse num sussurro bem perto dela. As minhas mãos ainda a seguravam pela cintura. Aparentemente encaixavam na perfeição.

__Si… sim.__disse timida.

__Se lembra do que eu disse no armário do zelador? Quando eu deixei você desejando por mim?__ela apenas acenou positivamente.__Que bom que lembra. É isso que vai acontecer. Vou fazer você gemer na MINHA cama toda a noite.__sussurrei em seu ouvido. Senti ela estremecer sobre minhas mãos. Que comece o prazer Lovato.

Continua...

5 comentários:

  1. Joseph nojento,conseguiu ganhar minha pequena!!
    Poxa,que pena que você não vai postar amanhã,maaas eu AMEI o capítulo de hoje,mega ansiosa por segunda!bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conseguiu, haha.
      Amanhã eu vou tentar entrar e ver se consigo postar pelo menos umas duas partes, ta bom?
      bjs <3

      Excluir
  2. Eles vao fazer mesmo ?
    Sera que José vai se apaixonar por demitria

    Proximo capitulo hot !! Anciosaaa
    Posta logo
    Beijonas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso só nos próximos capítulos, haha <3

      Excluir
  3. Ele conseguiu ficar com a minha lerdinha? Mato ele!!

    ResponderExcluir