segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Capítulo 1 – Welcome Neighbor


Joe’s POV

Finalmente, depois de um ano, cheguei a minha nova casa. Junto com a nova casa, eu sabia, viria novas responsabilidades e uma nova vida. Iria me casar daqui a seis meses, mas eu e minha noiva, Ashley, decidimos nos adaptar logo a nova casa e a nova vizinhança.

Quando estávamos decidindo onde moraríamos, levamos em conta o bairro, a localização e, claro, a vizinhança. E quanto ao último quesito eu não tenho do que reclamar. Na casa a nossa frente morava um casal de idosos bem simpáticos, cujos filhos vinham visitar com frequência; Na casa a direita morava um casal e seus três filhos com idades entre cinco e dez anos; E, finalmente, a casa a esquerda, onde morava um casal e sua filha única.

Estava a dias arrumando as caixas com coisas que pareciam nunca ter fim. Minha sorte era estar de férias, logo tinha o dia todo pra me dedicar a essa tarefa. Pena não poder contar com a ajuda da minha noiva que ainda estava trabalhando.

A casa não era tão grande. No andar de baixo ficava a sala, que era bem espaçosa, e a cozinha onde tinha uma porta de vidro que dava no jardim da casa onde também havia uma piscina. No andar de cima tinha dois quartos, sendo um suíte, um banheiro e meu lugar preferido, o motivo pelo qual eu comprei aquela casa, uma sala de espelhos. Segundo o corretor, os antigos moradores eram donos de um estúdio de balé e a Senhora ex-dona da casa usava aquela sala para ensaiar.

Não sei o porquê, mas no instante em que vi aquele cômodo da casa, todo espelhado, tive uma sensação boa, de que devia comprar aquela casa. Loucura, você deve estar pensando. Foi o que eu pensei também, mas aprendi com minha mãe que pressentimentos existem para serem seguidos e que sou eu pra contrariar a minha mãe? Comprei a casa!

Depois de muito trabalho, a sala e a cozinha estavam montadas e impecáveis. Era hora de partir para o quarto.

Para que pudéssemos dormir nesses dias de arrumação eu coloquei um colchão no chão do quarto. E era apenas isso que tinha no cômodo. É, o trabalho seria longo. Decidi começar pela cama, não aguentava mais dormir no chão. Tirei as partes desmontadas da caixa de papelão e comecei a montar. Isso era mais difícil do que pensava.

Já estava pra desistir daquilo, quando ouço algo:

- Psiu!

Olhei para os lados e não vi ninguém. Eu estava ficando louco?

- Acho que se você viesse até a sacada ajudaria.

A voz falou mais uma vez eu pensei que estava a tempo demais sem comer e devia estar tendo alucinações. Mas o que custava ir ver né?! Fui andando até a sacada lateral do meu quarto e abri a porta de vidro que estava coberta por uma cortina bege clara.

- Nossa, pensei que eu teria que desenhar um mapa pra você achar sua própria sacada.

A menina estava debruçada na sacada vizinha e me olhava de um jeito divertido. Como se eu fosse patético e, sabe, eu me senti desse modo naquele momento.

- Ah, oi! – eu disse meio que sem entender muito da situação.
- Oi vizinho! – ela respondeu sorrindo.
- Ah, meu nome é Joseph Jonas, mas pode me chamar de Joe se preferir – eu disse cordialmente.
- Acho melhor chamar de Sr. Jonas ou meu pai vai dizer que não tenho educação. – ela respondeu rindo.
- Ah, por favor, não faz isso. Vou me sentir um velho. – respondi rindo, mas torcendo pra que ela realmente não me chamasse pelo sobrenome.
- Posso pensar no seu caso Sr. Jonas – ela disse piscando. – mas eu vi que o Sr. Está tendo problemas com a cama. Quer ajuda?
- Bom, primeiro de tudo – eu repondi, agora me apoiando no parapeito da sacada – eu terei problemas com você se continuar a me chamar por Sr., eu nem sou tão velho assim; E segundo, em que você poderia me ajudar?
- Bom, primeiro: Ok! Prometo lhe chamar de Sr. apenas na frente do meu pai; E segundo: eu posso ser bem mais útil do que o Sr. outh!- ela mordeu os lábios – desculpa, VOCÊ pensa quando o assunto é cama.

Aquilo me deixou completamente sem jeito. Como uma menina estava falando aquilo pra mim? Tá certo que era uma menina linda, com olhos castanhos penetrantes, cabelos negros que pareciam ser tão macios e sedosos, que vestia uma regata branca que destacava os seios redondos e barriga definida, um short jeans curto que mostrava as penas torneadas e o bumbum avantajado e... MEU DEUS o que eu tô pensando? Ela é só uma criança!

- Acho melhor eu entrar e terminar o que eu estava fazendo – eu disse meio nervoso pelos pensamentos que estava tendo.
- Ok! Você é quem sabe – ela disse dando de ombros – mas se precisar é só chamar vizinho.
- Vou lembrar-me disso senhorita Lovato – eu disse
- Demetria – ela se apressou em corrigir sorrindo e Deus, que sorriso! – mas só Demi ok?!
- Ok! – respondi meio abobado – é... vou terminar então... aqui a cama!
- Certo! – ela riu e se desencostou do parapeito – a gente se vê então! Tchau!

Ela acenou brevemente e virou-se pra adentrar ao seu quarto. Eu, como bom homem que sou, desci os olhos para o bumbum dela e me arrependi no minuto seguinte, quando a gargalhada dela me despertou do transe.

- Acho que sua noiva anda meio ocupada né?! – ela disse  rindo e eu não entendi – porque pro seu "amiguinho" aí ficar desse jeito só porque você olhou pra minha bunda é sinal que eu devo ficar com pena de você.

E foi só aí que notei que estava excitado e não era pouco, já que ela havia notado. O que estava acontecendo comigo? Tava parecendo um adolescente que não consegue se controlar. Fiquei absolutamente sem graça, mas quando levantei os olhos ela já havia sumido. Respirei fundo e voltei para dentro. Era melhor terminar de montar a cama, ou não conseguiria resolver esse meu “probleminha” mais tarde com a Ashley.

Continua...

9 comentários:

  1. OMG! :O
    quase morri quando vi que era minha fic!
    sério... tô muito feliz! :D
    muito obrigada, mesmo! *-*
    aaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh ~liberando felicidade~ kkk
    Bjus! :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk, eu que fico feliz por vc não ter ficado brava ou algo assim. Sua história é linda e por isso quis reposta-la aqui. <3

      Excluir
  2. Primeiro capítulo tá perfeito! Essa história aparenta ser ótima... mal posso esperar pelo próximo! ;)

    ResponderExcluir
  3. uau a continuacao dessa historae demais

    ResponderExcluir