terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

An apology - Parte 5

Demetria foi caminhando pelas ruas de Oxford sem rumo. Tentava não pensar na discussão que acabara de ter com seu pai, mas parecia impossível. Tampouco queria voltar para o hotel, não queria ficar trancada em um quarto, isso não ajudaria. Só queria ficar andando e andando, e tentado tirar esses pensamentos da cabeça.
Ela andava e chorava ao mesmo tempo sem nem se incomodar com os olhares que recebia, ficou caminhando por um longo tempo até se dar conta de que estava de volta ao centro da cidade, bem perto do hotel em que estava hospedada. Subiu então pro quarto e se largou na cama, sem tirar os sapatos nem nada. Ouviu seu telefone tocar e viu que era Selena, ignorou a chamada, no momento ela não queria falar com ninguém. Só queria ficar ali jogada na cama, chorando.

Demetria pegou um dos travesseiros e o abraçou forte, queria que aquilo fosse só um estupido sonho e que ela acordaria em segundos e tudo isso passaria. Adormeceu em poucos minutos e se deixou sonhar.

Acordou na manhã seguinte se sentindo exausta. Pegou uma muda de roupas e foi para o banheiro, ligou o chuveiro e esperou a água esquentar. Foi tirando a roupa devagar e ao mesmo tempo se olhava no espelho. Estava com olheiras horríveis e os olhos inchados por conta do choro da noite passada. Entrou no banho e sentiu aquela água anormalmente quente cair sobre sua pele relaxando seus músculos rígidos. O banho no entanto foi bem rápido, ela saiu e colocou um moletom bem quente e se encostou na cama. Pegou o celular e o laptop e os colocou em cima de um travesseiro que estava sobre as pernas. Ligou e viu que tinha dois e-mails. No celular havia varias ligações perdidas e mensagens de texto.

"Dem, porque não atende o celular?"

"Preocupada com você."

"Demetria pare de ignorar minhas ligações!"

Riu com o desespero da amiga e retornou as ligações feitas por ela.
_Quanta consideração hein, amiga!_Atendeu Selena irritada.
_Desculpa Sel. Meu dia foi horrível. Deu praticamente tudo errado. Não sei nem o que fazer.
_O que foi que aconteceu Dem?_Seu tom de voz passou do irritado para o gentil.
_Cara, eu cheguei lá, conversei com a minha mãe e ela foi um amor de pessoa, disse que me perdoava e tudo mais. Só que o Dan não quer nem me ver e meu pai me odeia._Sua voz era triste.
_Dem!_Foi só o que ela conseguiu dizer.
_Ele me odeia Sel, me odeia. Ele me disse que não queira que eu voltasse lá. Disse que eu era uma vagabunda. Ele tem vergonha de mim, eu sei..._Demetria não conseguia segurar o choro.
_Meu Deus. Ah não Dem, eu nem sei o que dizer, nem o que fazer. Queria estar ai com você.
_Só de você estar falando comigo já significa muito. Mas sabe, eu acho que não é impossível entende? Eu vou tentar, eu tenho um dinheiro guardado e da pra mim alugar pelo menos um quarto durante alguns meses, vou arranjar um trabalho e morar aqui. Quero dizer, eu ainda não sei se vai dar certo, vou fazer o ultimo ano da escola por aqui mesmo e vou continuar tentando. Se eu ver que não vai dar certo o jeito é desistir mesmo.
_Não que isso, não Dem, não vai desistir não. Eu te ajudo. Sei lá. Eu vou pra Oxford também, a gente raxa um apê e vive ai por algum tempo.
_Não precisa amiga, magina.
_Claro que precisa e eu não tenho nada a perder. Meus pais estão mortos. A minha única amiga é você. Só precisa achar um apartamento e uma escola, que acho que não vai ser complicado. Mas enfim, eu vou.
_Já planejou tudo né?_Riu do que a amiga disse e sentiu uma animo a renovar por dentro. Sua melhor amiga querendo largar tudo por ela. Algo poderia ser mais incrível que isso?
_Claro. Eu já vinha pensando nisso ontem. Mas você vai ter que me dar pelo menos uma semana pra eu resolver isso. Como são as férias de natal, vai dar pra gente pegar o segundo semestre. Já vai procurando apartamento e emprego. OK?
_Ta bom Selena_Sorriu_Vou pesquisar alguns apartamentos na cidade.
_Certo, a gente se fala depois então. Vou começar a resolver isso já!
_OK, tchau.
Demetria ficou procurando por apartamentos não tão caros e que fosse em um lugar bom da cidade. Por fim ligou e resolveu com o proprietário o preço e o pagamento. Visitou o local que era agradavelmente claro e aberto, não muito grande. Com dois quartos, sala, cozinha e um banheiro. O único lugar mobiliado era a cozinha que já continha armários, um fogão embutido e uma geladeira velha que no momento seria útil até que comprassem outra. O resto dos moveis viria com o tempo, assim que arranjassem o dinheiro.
Depois da negociação Demetria rumou direto pro quarto de hotel para pegar suas coisas. Enquanto arrumava a mala que tinha deixado aberta, ouviu seu telefone tocar. Era Joseph. Atendeu:
_Alô_Atendeu Demetria sem graça.
_Oi Demetria, sou eu Joe...Joseph_Respondeu ele rápido_Eu liguei porque disse que ia ligar, desculpe não ter ligado antes, andei ocupado com a palestra, me desculpe.
_Calma, tudo bem_Disse rindo.
_Eu queria perguntar se você não queria tomar um café... comigo?
_Claro, mas agora eu não posso, porque eu to de mudança e estou arrumando minhas coisas.
_Mudança?_Perguntou confuso.
_É, decidi ficar por aqui mesmo, por causa da minha família e tudo mais. O café pode ficar pra mais tarde?
_Ta, tudo bem, pode ser as cinco?
_Pode ser, até lá então. No mesmo café né?
_É, até.
E desligou.
Demetria terminou a pequena arrumação, pegou as malar e foi direto para o novo apartamento.
Quatro e quarenta da tarde Demetria desceu e foi direto pra o café na rua central da cidade, quando chegou lá se sentou no balcão e esperou alguns minutos até que ele aparecesse.
_Oi_ Joseph disse e ela pareceu se assustar
_Ah, oi Joseph.
_É... então eu...é..._Ele Não conseguia completar o que queria dizer.
_Como foi a palestra?_Demetria perguntou atropelando.
_Você ainda se lembra?_Perguntou rindo_Foi ótimo, deu tudo certo.
Depois de uma conversa longa ela foi pra casa. Demetria tinha ido em um empório e comprou um colchão de casal e roupas de cama. Tinha colocado tudo na sala decidindo que ira dormir lá. Fez um sanduíche e ficou assistindo um filme em uma televisão velha que estava encostada sobre um banco comido por traças.

Continua...

Não vou mais pedir comentários daqui em diante, comentem só se quiserem. xx

11 comentários:

  1. Eu amei linda
    Está perfeito
    Poste logo ok?
    Desculpe pelo comentário tosco mas que estou com pressa
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas, estou feliz por estar acompanhando.
      Irei postar sim, bjs.

      Excluir
  2. OHHHHHHH que perfeito meu deus, posta logo. Eu estou amando muito está fic.
    Não vou cometar muito pois estou com preguiça ):

    Beijinhos da Zaira, xoxo.

    ResponderExcluir
  3. tá perfeito,amore,to amando o jeito que você escreve!
    posta logo,ok?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sério?
      Que bom, eu fico preocupada com essas coisas.
      postarei sim, bjs.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Que amiga essa hein! *-*
    Ah, sim! comecei a ler agora, e já estou gostando! :)

    ResponderExcluir

  6. please poste logo! bjos

    ResponderExcluir